As 5 versões de “O Grito”, de Edvard Munch

¨O Grito”, do pintor norueguês Edvard Munch é uma das obras mais importantes do movimento expressionista, e de tão conhecido, tornou-se um ícone da cultura popular, simbolizando a angústia do ser humano moderno e recebendo inúmeras releituras.

O que pouca gente sabe é que Munch pintou cinco versões da obra, em diferentes anos e com diferentes técnicas. A versão mais conhecida mundialmente é a segunda, pintada em 1893, mesmo ano do primeiro esboço da obra.

Fortemente expressiva, a obra retrata o sentimento de angústia e desespero de uma figura, que tem como fundo a doca de Oslofjord, em Oslo. A atenção a sensações de angústia foi tema de diversas obras do pintor, motivado por sua própria vida turbulenta.

1. 1893, papel sobre cartão, é a primeira versão.

2. 1893, óleo, pastel e têmpera sobre cartão. É a versão mais conhecida.

3. 1895, litografia sobre papel. Foram feitas 45 cópias a partir da pedra original.

4. 1895. Pastel sobre cartão. Vendida por US$ 120 milhões em 2012.

5. 1910, guache sobre cartão. Roubada em 2004 e recuperada dois anos depois.

Antecedentes: “Desespero”, de 1892.

“Desespero” (1892)

As condições psicológicas sempre atraíram a atenção de Munch. Em “Desespero”, de 1892, temos um exemplo disso com um quadro semelhante à serie ” O Grito”. Com uma paleta de cores semelhantes, temos uma figura um pouco mais definida, embora os detalhes de sua fisionomia não sejam visíveis. Tal como em “O Grito”, há duas figuras ao fundo, com chapéus. O corrimão, atravessando o quadro na diagonal e desaparecendo na perspectiva, é um item constante em diversas obras de Munch, tanto anteriores quanto posteriores a “O Grito”.

“Ansiedade”, de 1894, pintada depois das duas primeiras versões de “O Grito” também tem semelhança com esta sequência de quadros, pela paleta, fundo e descrição psicológica. Contudo, desta vez as figuras arranjam-se de modo diferente, todas voltadas para o espectador.

“Ansiedade” (1894)

Possível inspiração peruana

Alguns estudiosos da história da arte acreditam que a inspiração para a pose e caráter andrógino de “O Grito” venham de uma antiga múmia peruana exibida em 1899, na Exposição Universal de Paris e no Museu de História Natural de Florença. Especula-se que o pintor tenha visto a múmia em Florença.

A múmia peruana também foi marcante para o pintor Paul Gaugin, que fez referência à pose da múmia em mais de 20 trabalhos.

Releituras na cultura popular

A máscara do filme “Scream”, de 1996 foi inspirada nas pinturas de Munch. A pintura também serviu para inspirar o visual de alienígenas em outras produções cinematográficas, como em “Doctor Who”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s